EN

EN

Alta rotatividade de funcionários: entenda os prejuízos e como reverter

Jan 13, 2022

Jan 13, 2022

Alta rotatividade de funcionários: entenda os prejuízos e como reverter

Você sabe o que é a rotatividade de funcionários? Saiba suas causas e como evitá-las para aprimorar o desempenho do seu negócio.

Você sabe o que é a rotatividade de funcionários? Saiba suas causas e como evitá-las para aprimorar o desempenho do seu negócio.

A área de RH é repleta de obrigações desafiadoras. Contratar novos funcionários para organização é uma tarefa que exige planejamento, atenção e organização. Por isso, a alta rotatividade de funcionários pode ser um erro comum, mas que pode ser revertido.Imagine que, na hora de realizar o processo seletivo e recrutamento de um novo talento, o profissional responsável de RH achou que essa pessoa se encaixava nos requisitos da vaga e que a contratação foi bem sucedida.Mas, com o passar do tempo, aquele funcionário já não se mostra tão interessado, motivado e produtivo diante de suas tarefas, o que prejudicou a empresa em alcançar seus objetivos e melhorar seu desempenho. Assim, a demissão desse colaborador é a alternativa que resta para essa organização.

O que é rotatividade de funcionários?

A rotatividade de funcionários, também conhecida como turnover, nada mais é do que um índice que mede a quantidade de pessoas que são contratadas e desligadas da empresa.Muitos fatores podem influenciar positivamente ou negativamente a motivação ou interesse de um colaborador, ou seja, desde a felicidade e satisfação profissional, até a falta de concordância do funcionário com os superiores do setor, a cultura organizacional da empresa e os motivos pessoais, podem afetar a produtividade dos funcionários. 

Como identificar alta rotatividade de funcionários?

E como é possível identificar alta rotatividade de pessoal? Bom, as demissões em uma empresa podem acontecer por inúmeros motivos.Cada caso resulta em tipos divergentes de turnover e é muito importante que a área de RH analise e determine qual deles encaixa mais com todos os desligamentos que estão acontecendo. Portanto, para achar soluções relativas à alta rotatividade de funcionários, é primordial encontrar as causas das consequências. Confira, a seguir, os principais tipos de turnover:

Turnover voluntário

Como o próprio nome diz, esse tipo de rotatividade de funcionários ocorre quando o colaborador decide, por vontade própria, sair da empresa.Os motivos que levaram esse funcionário se desligar podem ser inúmeros, desde problemas pessoais ou até mesmo problemas com a própria empresa, tais como:

  • Insatisfação com o local de trabalho ou salário;

  • Receber uma proposta de trabalho mais atrativa;

  • Conflitos internos não resolvidos;

  • A empresa não fornece oportunidades para o trabalhador construir uma carreira;

  • A empresa não investe no funcionário. 

Assim, esse tipo de demissão voluntária gera prejuízos para a empresa, já que haverá alto custo com as rescisões, com o planejamento e realização de um novo processo seletivo.A empresa pode acabar perdendo um talento para outra organização, até mesmo concorrente e, ainda, com o novo funcionário, o tempo gasto na adequação da vaga gera queda na produtividade da equipe. 

Turnover involuntário

Seguindo a linha de raciocínio do turnover voluntário, o turnover involuntário é justamente quando um funcionário não sai por conta própria e acaba sendo demitido, devido a diferentes motivos específicos. Uma demissão não é algo fácil de receber nem de realizar. Quando existe uma taxa de alta rotatividade de funcionários involuntária, o RH deve analisar profundamente o que está causando esses desligamentos: É o processo de seleção e recrutamento? O problema está determinado em setores específicos? A cultura organizacional da empresa está clara? Entre outras possíveis causas.Veja, abaixo, alguns motivos que fazem a taxa de turnover involuntário aumentar:

  • Quebra de contrato;

  • Comportamento incompatível com as políticas da empresa;

  • Não há adequação à cultura organizacional da organização;

  • Falta de compromisso com o trabalho e irresponsabilidade;

  • Falta de motivação e iniciativas da parte do colaborador para melhorar seu desempenho;

  • Crise financeira na empresa, o que leva as demissões serem necessárias. 

Por que evitar a alta rotatividade?

Erros de contratação podem afetar negativamente seu negócio e ninguém quer lidar com esses contratempos. Sendo assim, observe alguns:

Desperdício de dinheiro

Nenhuma empresa gosta de gastar dinheiro devido a erros cometidos, o que, também, pode gerar conflitos internos no setor.

Falta de produtividade

Como uma vaga está vazia, os demais funcionários acabam ficando sobrecarregados, sendo assim, com uma pessoa a menos, as tarefas levam mais tempo para serem realizadas.

Tempo de treinamento de novos contratados

Alguns dos antigos funcionários tiram do seu tempo para treinar os novos colaboradores, isso pode fazer com que eles não executem sua rotina normalmente, perdendo produtividade, acumulando tarefas e o contratado, pode, ainda, acabar se desligando da empresa.

Tempo de novo processo seletivo

Depois de tudo, ainda é necessário planejar e abrir um novo processo seletivo, o que envolve, novamente, toda a equipe de RH, o líder do setor e o tempo dos funcionários nesse processo.

Motivos e causas da rotatividade de funcionários

Os motivos e causas que geram a alta rotatividade de funcionários nas empresas, podem vir de inúmeros fatores, veja os mais comuns que podem acontecer:

Clima organizacional ruim 

Isso é sinal que a empresa não está se preocupando com a qualidade de vida de seus colaboradores.

Falta de flexibilidade

É fato que promover a flexibilidade no trabalho irá gerar um bom clima e produtividade do seu time

Falta de benefícios ou remuneração baixa

Esse é um dos motivos mais comuns para que um funcionário se desligue da empresa. Oportunidades mais atrativas vão acabar “roubando” seus funcionários. 

Ausência de plano de carreira e desenvolvimento profissional

A maioria das pessoas procuram empregos nos quais possam crescer. É importante uma empresa não falhar em fornecer educação corporativa, feedbacks e plano de carreiras, se não, o turnover pode ser uma realidade.

Liderança autoritária

É difícil ter uma boa qualidade e produtividade de trabalho, quando a liderança foca apenas no jeito que as atividades são realizadas e não no bem estar da equipe.

Como evitar a demissão?

Veja algumas formas de evitar desligamentos na sua empresa:

  • Contabilize os custos do orçamento do RH gerados para uma contratação em todas as suas etapas, assim, isso evitará decisões precipitadas ou erradas durante o processo seletivo.

  • Se o colaborador, mesmo não se encaixando na vaga, é compatível com a cultura da empresa, considere a alternativa de indicá-lo para outra vaga na empresa que pode ser mais adequada ao seu perfil.

  • Seja honesto e claro na situação, pois o gestor do RH deve ser transparente e estar disponível para esclarecer dúvidas que surgirem durante esse processo.

Como diminuir a rotatividade?

Para resolver o problema de rotatividade no seu negócio, não há grandes segredos. Como há vários motivos que desencadeiam esse problema, também há diversas formas de resolvê-lo. Confira:

  • Faça uma pesquisa de clima organizacional;

  • Ofereça plano de carreira para sua equipe;

  • Invista em seus funcionários;

  • Forneça benefícios, como vale-alimentação, vale-transporte, convênios, etc;

  • Incentive a comunicação interna;

  • Busque a melhoria dos processos seletivos. 

Em resumo, a rotatividade de funcionários é algo comum, que pode acontecer por diversos fatores. Porém, com o planejamento e organização adequados, sua empresa pode vencer esse obstáculo tranquilamente.