EN

EN

Cultura organizacional: Alinhamento e engajamento

Jun 28, 2021

Jun 28, 2021

Cultura organizacional: Alinhamento e engajamento

A cultura organizacional tem o poder de determinar qual o destino de uma empresa, pois envolve o comprometimento dos colaboradores com a estratégia.

A cultura organizacional tem o poder de determinar qual o destino de uma empresa, pois envolve o comprometimento dos colaboradores com a estratégia.

A cultura organizacional tem o poder de determinar qual o destino de uma empresa. Ela envolve o comprometimento dos colaboradores com a estratégia apresentada pelas lideranças. É um processo que envolve o amor que as pessoas demonstram quando desenvolvem suas atividades, dando apoio (ou não) para o planejamento estratégico direcionado pelos gestores.Um estudo realizado pela PwC Brasil, com base em resultados da Global Culture Survey 2018 e em um levantamento feito com representantes de 254 empresas nacionais, buscou demonstrar como a cultura organizacional pode alavancar a estratégia do negócio. O levantamento demonstrou que ter uma cultura bem definida, que influencie positivamente a experiência dos profissionais, ajuda a atrair e reter os melhores talentos, gerando vantagens significativas no setor de atuação das companhias.Um outro levantamento, feito pela Universidade de Warwick, no Reino Unido, demonstra que funcionários felizes são 12% mais produtivos que os demais. O mesmo estudo aponta que, caso haja alguma insatisfação, o desempenho pode ser prejudicado.Esses, e outros estudos deixam claro que a experiência de trabalho em uma empresa depende da cultura e do ambiente organizacional. As organizações bem-sucedidas apresentam em comum uma cultura clara, bem definida, que inspira os colaboradores e norteia as ações do dia a dia.Uma cultura sólida vivida por toda a organização atrai os profissionais mais talentosos e os inspira a trabalhar em alto nível. Uma vez alinhada, a proposta de valor ajuda a comunicar os esforços da empresa aos empregados, aumentando o engajamento dos funcionários.

Mas o que é cultura organizacional?

De forma simples e direta, a cultura organizacional é o conjunto de valores, crenças, rituais e normas adotadas por uma determinada organização. Em outras palavras, ela está ligada a comportamentos que contribuem para o desenvolvimento e características de cada empresa, colaborando para a construção da chamada “identidade organizacional”, que é a forma da companhia se comunicar, suas relações, seu comportamento, a maneira com que lida com o público e seus colaboradores.Uma grande cultura exemplifica traços positivos que levam à melhoria do desempenho, enquanto uma cultura empresarial disfuncional apresenta qualidades que podem prejudicar até mesmo as organizações mais bem-sucedidas. A cultura é criada por meio de comportamentos consistentes e autênticos, não do que é apenas comunicado ao público externo. Veja: é possível observar a cultura de uma empresa em ação ao ver como um CEO responde a uma crise, como uma equipe se adapta às novas demandas dos clientes ou como um líder corrige um funcionário que supostamente comete uma infração. Além disso, outra peça fundamental dessa cultura deve ser o propósito da organização. O objetivo que norteia a organização precisa estar claro, para que seus colaboradores saibam para qual direção estão remando.Todas as companhias do planeta sabem o que fazem. Mas muitas delas não sabem por que o fazem. E não trata-se de "fazer para obter lucro”, mas sim de um propósito, o que fundamenta a existência da companhia. Aquelas consideradas inspiradoras se comunicam de dentro para fora, “vendendo” não o que fazem, mas o porquê fazem. Por isso, para manter uma cultura organizacional forte, o objetivo ao contratar não deve ser apenas dar um emprego para novos colaboradores, mas empregar pessoas que acreditem nos propósitos que a empresa defende. Elas não trabalharão apenas pelo dinheiro que recebem, mas também porque entendem onde a organização quer chegar. Ou seja: se a organização comunicar adequadamente sobre o que acredita irá atrair pessoas que acreditam no mesmo que ela.  

Por que é importante falar de cultura organizacional nas empresas?

É simples: as empresas que priorizam a cultura organizacional tendem a atrair e reter os melhores talentos do mercado.Os profissionais considerados talentosos podem dar o seu melhor e, quando alinhados com toda a equipe, trabalham para um objetivo comum: o sucesso da organização. A clareza da cultura e o alinhamento dos talentos com a estratégia dos negócios fortalecem a equipe, que pode utilizar melhor seu potencial para entregar resultados. A cultura impacta a experiência dos profissionais na empresa, o que afeta diretamente seu comprometimento e, em consequência, seu desempenho. Quanto maior for o compromisso dos líderes em desenvolver suas culturas, mais os profissionais apreciarão seus esforços e contribuirão para alcançar o mesmo objetivo. Isso ocorre quando as ações da própria liderança refletem os valores da cultura e estão de acordo com o que se prega na empresa – ou seja, o que os líderes fazem precisa ser coerente com o que dizem e eles devem demonstrar os comportamentos essenciais. Vale lembrar que se líderes não seguirem a cultura, há uma perda de credibilidade que pode desmotivar os colaboradores.Construir um clima positivo, oferecer plano de carreira, reconhecer o bom trabalho, investir em benefícios variados e estimular o bem-estar e a qualidade de vida são algumas estratégias que podem fazer muita diferença na cultura da organização e na satisfação da equipe. O verdadeiro caminho a seguir, e o mais bem-sucedido, é desenvolver uma cultura de engajamento e propriedade entre a força de trabalho. Basicamente, um contexto de “responsabilidade total”.Muitas vezes, os colaboradores não sabem definir a cultura da empresa, porém eles conseguem dizer por que gostam ou não de trabalhar no local. Embora essa premissa inicial seja verdadeira, é importante comunicar a cultura organizacional de forma clara, interna e externamente à companhia. Os benefícios da cultura organizacional se dão quando os funcionários sabem o que é esperado deles, e quando, em processos de contratação, os candidatos sabem o que esperar da empresa e do potencial novo ambiente de trabalho. Quando não há clareza da cultura da empresa (do que é valorizado ou não) cria-se um clima de insegurança e o colaborador pode duvidar sobre o próprio valor dentro da organização.Isso demonstra a importância de o discurso estar alinhado à forma como as pessoas agem no dia a dia de trabalho. Os resultados são funcionários felizes, ambiente leve e crescimento nos negócios. Esses são bons caminhos para construir uma cultura produtiva positiva. 

Como a tecnologia pode colaborar na contratação e em manter os colaboradores engajados?

Os avanços tecnológicos e a transformação digital estão oferecendo aos líderes as oportunidades para enfrentar algumas das iniciativas mais desafiadoras e importantes do local de trabalho: desenvolver a cultura e manter o engajamento. A Inteligência Artificial e tecnologias correlatas, por exemplo, têm remodelado boa parte dos processos corporativos tradicionais de empresas de praticamente todos os segmentos. E um dos setores cuja aplicação da IA têm se mostrado mais significativo é o de Recursos Humanos.Além do mais, ao utilizar estes métodos de contratação e gestão na envolvendo a tecnologia, é possível coletar um volume de dados muito superior aos processos convencionais. Tudo por meio do cruzamento de bases de diferentes instituições, o que permite reunir uma vasta quantidade de insumos para serem analisados pelos recrutadores.A utilização de tecnologias tende a causar impacto junto às corporações, pois carrega potencial de provocar revisões de estruturas internas das empresas, podendo reduzir significativamente os custos de alguns departamentos, além de ganho de produtividade operacional. Ao tornar estas estruturas mais ágeis, as áreas de gestão de pessoas terão condições de atuar de forma mais direcionada, com foco no atendimento das demandas da cultura da organização e no desenvolvimento de seus colaboradores.Além disso, o uso da IA pode colaborar com a avaliação do alinhamento entre os valores de uma pessoa com aqueles inseridos na empresa, chamado fit cultural. Quando existe um movimento na empresa que leva em consideração o conceito de cultura organizacional no momento da contratação, ocorre que os talentos contratados irão reforçar os valores e comportamentos da organização e, em consequência, podem ter uma maior facilidade de compreensão de sua função/cargo.   Levar em consideração o fit cultural em um processo de contratação é importante pois permite uma maior efetividade das contratações. Os gestores de RH, com a ajuda da tecnologia, podem verificar características de destaque do futuro colaborador, e compreender seu alinhamento ao contexto da organização. Também permite uma redução de turnover, já que as contratações estão mais focadas em pessoas adequadas à cultura da organização, minimizando assim, os danos ao clima interno. Por se adequarem à proposta, a tendência é que os talentos optem por permanecer por mais tempo na companhia.

A Inteligência Artificial em serviço a cultura - Estudo de Caso

Uma das maiores fabricantes de bebidas do mundo está utilizando Inteligência Artificial (IA), desde 2018, nos processos de seleção de candidatos e gestão de talentos, com o propósito de trazer inteligência para a área de pessoas.A Rocketmat é a empresa responsável pelo trabalho, que visa ajudar, por meio de seus algoritmos, a identificar os comportamentos e competências necessárias para a atuação em ambientes produtivos automatizados e tecnológicos. Para isso, modelou dois tipos de algoritmos capazes de mapear as características individuais de cada colaborador, a fim de compreender os níveis de soft e hard skills em equipes, áreas de atuação e de todas as cervejarias. Foram analisados dados de aproximadamente 40 mil profissionais (todos os dados anonimizados), o que possibilitou a concepção de um algoritmo capaz de predizer os gaps existentes de competência e, por consequência, direcionar para a melhor solução de desenvolvimento de carreira para os colaboradores. Um outro algoritmo também foi implementado no processo de recrutamento e seleção, visando analisar o match existente entre o candidatos e as características inerentes exigidas pela empresa, possibilitando, desde a integração dos novos colaboradores, à melhor medida de forma de desenvolvimento das competências mapeadas, atuando nas deficiências e potencializando as qualidades dos profissionais, com foco sempre no desenvolvimento do ser humano. Além da melhoria no processo de contratação, trazendo eficiência operacional, ocorreu também ampliação da diversidade no corpo de colaboradores.