EN

EN

Entenda as vantagens do trabalho em conjunto de diferentes gerações

Feb 14, 2022

Feb 14, 2022

Entenda as vantagens do trabalho em conjunto de diferentes gerações

Entenda o que é diversidade geracional, para que serve e saiba por que é importante ter um ambiente de trabalho com diversidade geracional.

Entenda o que é diversidade geracional, para que serve e saiba por que é importante ter um ambiente de trabalho com diversidade geracional.

O mercado de trabalho tem sido comumente receptivo aos mais jovens, isso porque é de praxe que as empresas estejam sempre atentas à sua atual geração. No entanto, isso tem começado a mudar devido ao atual padrão de longevidade do brasileiro, muito diferente da de décadas atrás. Além disso, hoje, é muito importante apostar na diversidade geracional.Agora com os 50+ cada vez mais ativos, interessados e com poder de compra, é importante incluir a diversidade etária no mercado de trabalho e em todos os setores do ambiente organizacional junto com outras questões como raça, etnia, gênero e religião. E é esse ambiente de inclusão dentro da empresa que buscamos a diversidade geracional.​Pensando nisso, a seguir, entenda o que é diversidade geracional, para que serve a diversidade geracional e saiba por que é importante ter um ambiente de trabalho com diversidade geracional.

O que é diversidade geracional?

A diversidade geracional, no contexto empresarial, trata-se de um ambiente corporativo que incorpora pessoas de diferentes gerações, e  isso se estende não só à diversidade etária (quando falamos de diferentes idades), mas ao comportamento e à pluralidade de vivências. Por isso, chama-se diversidade geracional.A implementação de uma diversidade - a diversidade de faixa geracional - na empresa a torna mais criativa e competitiva, pois essa conta com um leque mais extenso de ideias e abordagens. Porém, é necessário primeiro conhecer as características das principais gerações.

Quais são as principais gerações?

Baby Boomers

Os Baby Boomers são aqueles nascidos entre 1946 e 1964, ou seja, após a Segunda Guerra Mundial. Essa geração presenciou muitas mudanças importantes do mundo e possui mais anos de experiência profissional. Tendem a ser mais controladores e focados no trabalho. Procuram estabilidade e focam na busca pelo sucesso e altos cargos de liderança (sua posição estratégica pode ser benéfica se já estiver no mercado de trabalho devido a sua experiência). No entanto, essa geração está mais acostumada com o trabalho hierárquico. Outro ponto é que os Baby Boomers costumam não ter muita habilidade com aparatos tecnológicos.

Geração X

A geração dos nascidos entre 1960 e 1980 assim como os Baby Boomers gosta de estabilidade, porém é mais flexível e possui mais facilidade para equilibrar a vida pessoal e profissional. São pessoas que nasceram em um período de mudanças sociais importantes, como o fortalecimento dos direitos das mulheres, além do avanço tecnológico, o que contribui para uma visão menos conservadora.

Geração Y ou Millennials

Menos estáveis do que as gerações anteriores, a Geração Y/Millennials, nascidos entre 1981 e meados dos anos 1990, costumam ser mais imediatistas, encontrando menos dificuldade em fazer grandes mudanças na carreira, pois são multitarefas e adeptos a desafios. Ao mesmo tempo, valorizam o seu desenvolvimento pessoal e em geral prezam por ambientes menos hierárquicos, com relações mais horizontais.

Geração Z

Nascidos a partir do fim dos anos 1990, os nativos digitais também são imediatistas, mas mais do que isso, são impulsivos e dinâmicos. Engajados em causas sociais, ao contrário da Geração Y, essa geração valoriza o trabalho em grupo e um relacionamento horizontal.Outro ponto importante é que tanto a Geração Y quanto a Geração Z estão mostrando preferência pelo trabalho remoto e flexibilidade de horário.

Qual a importância de trazer a diversidade geracional na empresa?

Segundo um levantamento feito pela Forbes, 85% das empresas acreditam que essa diversidade geracional resulta em um ambiente profissional mais resiliente, produtivo e lucrativo.Uma empresa com pessoas de diferentes gerações conta com várias perspectivas diferentes vindas de indivíduos com bagagens de vida distintas e isso agrega - e muito - à empresa, tanto por dentro quanto por fora. Dentro da empresa, essa pluralidade incentiva a troca de ideias, essas que fluem muito mais em ambientes como esse do que em lugares em que não há diversidade. Além disso, alimentar relações com grupos de fora da sua bolha é um ótimo treino para desenvolver a tolerância e a paciência, valores essenciais para uma organização. É nesse lugar de múltiplo aprendizado que os mais velhos ajudam os mais novos e os mais novos ajudam os mais velhos, como, por exemplo, quando alguém da Geração X ensina algo burocrático a um GenZ ou um funcionário da Geração Z ensina uma pessoa da geração Baby Boomer a mexer em um aparato tecnológico.A diversidade geracional é um espaço em que os funcionários se sentem verdadeiramente incluídos naquela empresa e mais à vontade para se expressar, sem medo de serem reprimidos.Fora da empresa, a marca ganha credibilidade com os clientes, pois melhora o relacionamento com eles devido à habilidade da empresa em compreender e lidar com diferentes públicos - já que lida com mais de uma geração no próprio espaço.Implementando a diversidade geracional você também estará contribuindo para uma sociedade com mais equidade. Muitas pessoas com mais de 50 anos têm dificuldades em encontrar um trabalho formal e, assim, você está dando oportunidade para que essa pessoa mostre a sua competência. Lembrando que não se trata de cota, mas, sim, de um sistema de recrutamento que privilegia as competências do indivíduo.Mas para que tudo isso funcione e essa diversidade de perfis não gere conflitos, é preciso que o RH da empresa tome algumas medidas.

Como garantir a diversidade geracional na empresa?

Não adianta somente diversificar os funcionários da empresa sem que ocorra orientação e monitoramento por parte do RH. Veja, a seguir, alguns pontos importantes para destacar na hora de trabalhar com mais de uma geração e na implementação da diversidade geracional.

Linguagem

Na hora do recrutamento, é preciso saber como você vai se comunicar com aquele público, com aquela persona e, além disso, por que meio você vai chegar até ela.Os Millennials e a Geração Z costumam ser mais ativos nas redes sociais e contactá-los por essas redes talvez seja uma boa alternativa. Já as gerações mais velhas tendem a se sentir mais à vontade quando recebem um e-mail, por exemplo.Pense: como posso fazer com que essa pessoa da geração tal se sinta mais confortável?

Motivações

Dependendo do perfil do funcionário, suas ambições podem ser diferentes, por isso é tão importante se atentar às particularidades de cada geração, sabendo, claro, que cada indivíduo é um ser único, que pode fugir a esses padrões de comportamento de cada geração.Estudar as metas de seus funcionários é uma forma de os oferecer motivações, fazendo com que se sintam ainda mais incentivados a trabalhar, tornando-os mais produtivos - independentemente da geração.Durante a contratação, esteja atento aos interesses e prioridades dos futuros servidores de cada geração para que o plano de carreira atenda aos diferentes perfis.Pense: o que eu posso oferecer? Bonificação? Estabilidade? Desafios? Flexibilidade?

Treinamento

Deixar claro os valores e as políticas da empresa desde o recrutamento é um bom começo, mas é necessário que os funcionários de cada geração sejam sempre lembrados dos seus deveres e direitos dentro e fora da organização bem como os valores e as políticas da empresa.Para isso, promover dinâmicas, atividades e palestras que busquem promover o senso de empatia é uma prática que torna o ambiente mais colaborativo e tolerante, minimizando choques de geração e garantindo, de certa forma, a diversidade geracional.