EN

EN

Entenda como realizar a contratação focada em habilidades

Jun 13, 2022

Jun 13, 2022

Entenda como realizar a contratação focada em habilidades

Você sabe como fazer a contratação de funcionários a partir da análise de habilidades? Entenda tudo sobre o assunto neste artigo da Rocketmat!

Você sabe como fazer a contratação de funcionários a partir da análise de habilidades? Entenda tudo sobre o assunto neste artigo da Rocketmat!

Você provavelmente já ouviu falar em competência e habilidades, pois esse é um assunto recorrente quando falamos sobre atuação profissional. As habilidades são bastante analisadas para a contratação de funcionários. Na maioria das vezes, competências e habilidades são palavras que aparecem juntas, mas elas não podem ser consideradas iguais, já que possuem significados e aplicações diferentes. Entretanto, esses dois conceitos são essenciais no mercado de trabalho.

O que são habilidades?

As habilidades são as responsáveis pela transformação dos conhecimentos em ações. Dessa maneira, habilidade significa a medida de competência que um indivíduo possui para a solução de um problema ou para lidar com um desafio.Também podemos definir as habilidades como o grau de competência que alguém tem de transformar o conhecimento em uma ação favorável para cumprir determinado objetivo.Existem habilidades profissionais e habilidades pessoais. As habilidades profissionais são aquelas que estão diretamente relacionadas com o exercício de uma profissão ou com a atuação em um ambiente de trabalho. As habilidades profissionais, na maior parte das vezes, correspondem a habilidades técnicas, ou seja, aquelas que demandam um conhecimento específico obtido por meio de uma educação formal. Porém, a parte técnica não é o único aspecto levado em consideração no momento de contratação de funcionários. Além da parte técnica, as empresas buscam por profissionais que tenham habilidades de liderança para aplicar na gestão de equipes, de tempo e de tarefas. No caso das habilidades pessoais, podemos dizer que elas estão mais ligadas ao comportamento e ao perfil dos indivíduos. Logo, elas não fazem parte do currículo, mas possuem muito valor para o mercado de trabalho. A maioria das carreiras e das empresas exige que o indivíduo tenha habilidades como tolerância, empatia, flexibilidade, facilidade para trabalhar em equipe, curiosidade, criatividade, facilidade para aprender e se comunicar, entre outras. As habilidades pessoais também são valorizadas, afinal, elas mostram muito a respeito de como aquela pessoa pode ser no ambiente de trabalho.Ademais, é importante que você saiba que existem dois tipos de habilidades que são bastante procuradas pelo mercado de trabalho. São elas: as hard skills e as soft skills. Hards skills é o nome dado para as habilidades técnicas de uma pessoa. Elas podem ser comprovadas por meio da apresentação de certificados, cursos, diplomas e até mesmo testes práticos.Já as soft skills são as habilidades socioemocionais. Esse tipo de habilidade releva aspectos ligados ao perfil comportamental de um profissional.Agora que você já sabe o que são as habilidades, continue com a leitura para o próximo tópico deste artigo e descubra a importância de utilizar as habilidades como foco na contração de funcionários.

Por que utilizar as habilidades como foco na contratação de funcionários?

Um profissional qualificado está sempre buscando o desenvolvimento de suas competências e habilidades, pois isso faz com que ele tenha muitas oportunidades, não só em sua vida profissional como também em sua vida pessoal.Porém, é claro que não são somente os colaboradores que são beneficiados com o desenvolvimento de suas habilidades. De forma geral, as empresas também ganham com isso.Neste tópico, separamos os três principais benefícios de fazer a contratação de funcionários com foco em habilidades, para que você entenda como isso é importante. Veja a seguir:

1. Redução de custos

Quando um profissional é escolhido com base em suas habilidades, a vaga é ocupada por alguém que corresponde às exigências necessárias. Então, a necessidade de aprendizagem é menor, reduzindo os gastos com a realização de treinamentos específicos. Ademais, ao se certificar de que aquela vaga é a adequada para determinado profissional, as chances de essa pessoa permanecer mais tempo na empresa aumentam ainda mais. 

2. Redução da rotatividade de cargo

Como mencionamos acima, fazer a contratação de funcionários com foco nas habilidades pode fazer com que o colaborador permaneça mais tempo na empresa. Isso diminui o turnover, visto que o candidato está alinhado com o que se espera dele. Então, as chances da empresa ou do candidato ficarem insatisfeitos com o trabalho são bem menores.

3. Profissional que agrega valor à equipe

A seleção por habilidades aumenta as chances de o profissional vir para ampliar e melhorar o desempenho do time, fazendo realmente a diferença na performance do setor e da organização. Ao conhecer os motivos para fazer a contratação de funcionários por habilidades, você percebeu que essa iniciativa pode ser benéfica para as empresas. Ficou curioso para saber como colocar a contratação focada em habilidades em prática? Prossiga com a leitura para o próximo tópico e entenda como contratar de maneira mais eficiente e dinâmica!

Como realizar a contratação focada em habilidades?

A identificação das habilidades de um candidato é fundamental para garantir a assertividade em um processo seletivo. Essa ação impacta diretamente na adaptação do novo colaborador, nas taxas de rotatividade e em outros aspectos que podem interferir nos resultados de um negócio. Para te auxiliar no desenvolvimento da capacidade de identificação de habilidades no momento da contratação de funcionários, separamos dicas muito importantes sobre esse assunto que você pode aplicar em seus processos de recrutamento e seleção. Confira!

1. Referências externas

É interessante buscar referências sobre os candidatos com outras empresas ou profissionais que já tenham trabalhado com eles. Com isso, você conseguirá identificar, principalmente, as soft skills.Mesmo que o currículo contenha algumas informações a respeito das habilidades do candidato, é interessante que você tenha fontes externas para garantir a assertividade. 

2. Situação hipotética

Durante o processo de recrutamento e seleção, é comum que os recrutadores peçam situações profissionais que já tenham sido vividas pelos candidatos com a intenção de identificar como as soft skills dessas pessoas são colocadas em prática. Perguntar sobre situações profissionais passadas pode ser ótimo para identificar habilidades profissionais, mas propor uma situação hipotética pode melhorar ainda mais esse processo. Você pode propor uma situação hipotética que aconteça no local onde você está fazendo o processo de recrutamento e seleção. A partir da resposta do candidato, você consegue identificar quais são as hard skills e soft skills do indivíduo, analisando se elas estão de acordo com as requisitadas pela empresa.

3. Teste de análise comportamental

O teste de análise comportamental funciona para o mapeamento do comportamento de pessoas. De forma geral, ele classifica os candidatos em diferentes perfis comportamentais. Com os dados sobre as habilidades que você obterá com o teste, você poderá decidir de acordo com vários aspectos se aquele profissional se adequa ou não à sua empresa, já que identificará quais são as soft e hard skills daquele candidato. 

4. Inteligência Artificial

Com o uso de inteligência artificial, é possível analisar os dados dos candidatos e identificar aqueles que tem maior aderência à vaga, levando em consideração quais habilidades são necessárias para o cargo. Além de tornar o processo seletivo muito mais rápido, o uso dessa tecnologia ajuda a tornar o processo mais justo, uma vez que vieses discriminatórios ligados à características como idade, gênero, etnia e outros podem ser mitigados.